Dirigindo um Culto

25/07/2015 17:15

Pr. Sidinei Egon Simon

 

          É muito importante termos em mente que o Culto é para Deus em primeiro lugar e depois para as pessoas que freqüentarão o mesmo. É fundamental termos em mente que a centralidade do Culto cristão está em Jesus Cristo. Foi o sacrifício dEle que nos permite termos livre acesso ao Pai e não as nossas vontades e desejos. Diante disto, um culto cristão deve ser conduzido com excelência, entregando para Deus o melhor.

 

COMPONENTES DE UM CULTO

 

          Para o dirigente, o culto não inicia no horário marcada para o encontro da congregação, mas muito tempo antes, com consagração e busca pela presença de Deus. Assim sendo, as partes de um culto cristão são:

 

PREPARAÇÃO

 

          O dirigente do culto não deve, de maneira alguma, vir preparar o culto momento antes do encontro da congregação. Deve sim, preparar-se adequadamente. Este preparo adequado envolve:

1. Oração: é a chave para um bom culto. A oração tem, no mínimo os seguintes efeitos:

a) moverá o coração de Deus

b) quebrará cadeias que impedem as pessoas de virem ao culto

c) fará você lembrar dos pecados para que se arrependa

d) abrirá sua mente para que o Espírito Santo lhe dê uma mensagem para o povo e direção acerca dos louvores que serão entoados

e) lhe fará esquecer das tribulações do dia a dia

f) lhe dará intimidade com Deus e aprimorará seu relacionamento com Ele

 

          2. Busca na Palavra: a busca na palavra de Deus é fundamental para que o Senhor fale com o povo. Não podemos chegar alguns minutos antes do culto e “catar” um texto no meio da Bíblia.

 

          3. Preparação do templo: o dirigente deve, no mínimo chegar com meia hora de antecedência para verificar as condições do templo, acertar as cadeiras, tirar o pó, distribuir os cantores cristãos, separar os louvores, receber os visitantes, concentrar-se para o início do culto propriamente dito. Da mesma forma, aochegar ao Templo, ore para que toda a influência do mal seja extirpada do lugar e que a presença dos anjos de Deus seja no local e que o Espírito Santo se manifeste com poder.

 

          4. Ordenação do culto: somos uma comunidade pentecostal e cremos no agir do Espírito Santo durante o Culto com liberdade, mas é imprescindível que mantenhamos alguma ordem durante o culto. Esta ordem não precisa ser sempre a mesma, não precisa conter sempre os mesmos itens, mas tem os seguintes pontos:

a) oração inicial: todo o culto deve ter uma oração inicial. Pode-se até cantar um hino antes para “quebrar o gelo”, mas a igreja deve orar junto consagrando o momento

b) louvores tradicionais (Cantor Cristão): temos na igreja irmãos com gosto para todos os estilos, tanto de hinos antigos quanto contemporâneos e isto deve ser respeitado

c) leitura introdutória: é uma oportunidade para que o Senhor entregue uma palavra à igreja. Do mesmo modo da pessoa que dirige o culto, a leitura introdutória deve ser preparada previamente. O leitor também deve expor à Igreja o que o Senhor lhe falou para que trouxesse aquela leitura à Igreja

d) testemunho(s): devem ser concisos, e ressaltar muito mais aquilo que Deus fez, do que aquilo que nosso inimigo fez.

e) Cânticos Especiais (Play Backs, cânticos, etc): precisamos reavivar isto

f) louvores congregacionais: Preferencialmente inicie com louvores de júbilo e termine com louvores de adoração. É interessante terminar com um hino de adoração e entregar imediatamente a palavra ao Pregador

g) Mensagem: Ao contrário de que muitos pensam, não é o principal momento do culto, embora seja um dos mais importantes. Deus pode falar com a igreja em qualquer um dos momentos

h) Dízimos e ofertas: Pode também aproveitar para entregar os dízimos e ofertas enquanto alguém está está louvando. É importante anunciar que esta deve ser dada não por obrigação, mas por amor à obra de Deus.

i) Avisos e recados: São fundamentais para que a igreja saiba o que estará acontecendo

j) Encerramento: assim como início do culto, o encerramento deve ser feito com uma oração. Se houver um pastor presente, peça a ele que dê a bênção pastoral.

k) Momento de comunhão: findo o culto propriamente dito, convide os irmãos para colocarem mais alguns assuntos em dia num momento de comunhão.

 

APRESENTAÇÃO

 

          Apresentação Pessoal: O dirigente do culto deve apresentar-se adequadamente para dirigir o culto. Ao dirigente do culto dominical recomendamos que venha com sua “roupa de domingo”. O exemplo de seitas ao nosso redor às vezes nos deixa atéenvorgonhados, eles vão às suas reuniões vestindo o melhor e nós, como vamos ao culto para adorar o Rei dos reis?

 

          Como se portar e como falar: Durante o falar, devemos ter dinamismo, caso contrário correremos o risco de “matar” o culto. As pessoas não estão ouvindo aquilo que estamos pensando, por isto também, o motivo de prepararmos tudo previamente. Diferentes estudos mostram que o nosso pensamento trabalha numa velocidade 4 vezes mais rápido do que as palavras transmitidas oralmente. Pense na ociosidade da nossa mente quando estamos ouvindo alguém falando. Ele vai precisar de 1 minuto inteiro para expressar o que podemos compreender em 15 segundos. Temos 45 segundos para nos envolver com divagações alheias ao que está sendo comunicado. Como conseqüência, depois de algum tempo, podemos ficar entediados e em muitas situações deixamos de ouvir o que estão falando. Esse fenômeno, da diferença da velocidade do pensamento e das palavras, talvez ajude a explicar também porque as pessoas, na sua grande maioria, sentem muito mais prazer em falar do que em ouvir.

            Algumas regras interessantes para manter o bom andamento do culto, extraída de livros de oratória:

  1. Fale com naturalidade, usando termos que são comuns no seu dia a dia.
  2. Fale com emoção demonstrando interesse pelo assunto
  3. Pronuncie bem as palavras – evite os nés, pois é, etc.
  4. Sua explanação deve ter início, meio e fim.
  5. Fale com boa velocidade - nem rápido nem lento demais.
  6. Fale com bom ritmo, alternando a altura e a velocidade da fala para manter aceso o interesse dos ouvintes.
  7. Tenha um vocabulário adequado às pessoas que estão ouvindo você falar.
  8. Cuide da gramática.
  9. Tenha postura física correta.